22/09/2020 voltar

A clássica Ferrari F40 que Enzo Ferrari construiu

A Ferrari F40 é um modelo icônico não somente na história da Ferrari, mas também na história do fundador, Enzo Ferrari.

A Ferrari é uma fabricante italiana de carros esportivos com grande influência em todo o mundo. É reconhecida pela produção de veículos luxuosos, velozes, potentes e com design diferenciado. E traz junto em sua história, uma ampla gama de modelos que fizeram e ainda fazem muito sucesso não somente entre os apaixonados pela marca e pelo mundo automotivo. Este é o caso da Ferrari F40, que é um modelo considerado essencial pra história da marca e que mesmo 33 anos após sua apresentação ela ainda desperta muito suspiros e admiração.


foto do lançamento - 1987

 

A Ferrari F40 foi apresentada em 1987, e seu nome foi escolhido para homenagear e comemorar os 40 anos de fundação da marca. Esse modelo foi o sucessor da Ferrari 288 GTO e é considerada a avó do modelo Ferrari Enzo. A produção do modelo aconteceu até 1991 e foram produzidas 1.311 unidades nesse período.

 

Um dos motivos que dá ainda maior importância a esse modelo, se deve ao fato de ter sido a última Ferrari supervisionada e aprovada pelo fundador da marca italiana, Enzo Ferrari, que faleceu 13 meses após a apresentação do automóvel.


foto do evento de lançamento - 1987

Na época, a F40 foi o carro mais do rápido mundo a ser produzido em série com possibilidade de chegar à 324km/h, um número bem expressivo não só para aquela época, não é mesmo? E detalhe, o carro não foi produzido para ser um carro de corrida, e sim um carro de rua.



foto de época - 1987

O design do modelo foi desenvolvido por Leonardo Fioravanti, do estúdio Pininfarina, e tinha como objetivo dar velocidade ao carro, sem perder estabilidade. Por isso, apostou nas curvas, que criariam menos resistência com o ar e o spoiler dianteiro, e ganhou também um aerofólio traseiro, que contribuiria para a aderência ao solo. Além disso, desde o início dos projetos da F40, sabia-se que o objetivo era puro desempenho enquanto o luxo, ficaria para outros modelos, e o objetivo foi cumprido com sucesso.

 

foto de divulgação - 1987

 

Conheça mais sobre a F40

 

A F40 era a mais rápida e mais cara Ferrari de sua época, chegando a custar US$ 400 mil. O carro conta com três tubos de escape, suspensão com sistema Double Wishbone, além de ter sido instalado um sistema que aumenta a altura da suspensão em relação ao solo, se necessário. Os painéis da carroceria são de fibra carbono, alumínio e kevlar, reduzindo o peso e proporcionando maior resistência.



Sylvester Stallone ao lado de uma F40

  • Motor: V8 Biturbo 2.9L, 32 válvulas;

  • Potência: 478 cv a 7000 rpm;

  • Torque: 58,8 kgfm a 4000 rpm;

  • Cilindrada: 2936 cc;

  • Transmissão: manual de 5 velocidades com tração traseira;

  • Freios: discos de 330mm, ventilados nas 4 rodas;

  • Pneus: dianteiros 245/40 ZR17; traseiros 335/35 ZR17;

  • Dimensões: 4,43m de comprimento x 1,98m largura x 1,13m altura;

  • Peso: 100kg;

  • Velocidade máxima: 324 km/h;

  • 0 – 100 km/h: 3,8 segundos.








Ferrari F40 LM

A empresa Michelotto, que construiu a 288 GTO Evoluzione, foi recontratada, desta vez, com a missão de transformar a F40 em um carro de corrida. Foi então que surgiu a F40 LM (Le Mans), mas o carro não foi utilizado propriamente nas corridas. Os 19 exemplares de F40 que foram transformados em F40 LM foram comprados na grande maioria por pilotos da Le Mans, de forma particular.

Algumas curiosidades sobre a Ferrari F40:

  • A Ferrari F40 foi derivada de um protótipo abortado para o Grupo B e nasceu em resposta ao lançamento do Porsche 959, que deixou a Ferrari antecessora, 288 GTO, pra trás em muitos quesitos.

 

  • Enzo Ferrari sabia que essa seria a última Ferrari que iria ver e que seria aprovada por ele, devido a idade avançada (88 anos) e problemas de saúde, então decidiu encerrar a carreira da mesma forma como começou, ou seja, seu supercarro seria uma “verdadeira Ferrari, construída à moda antiga, com foco em desempenho e na pilotagem”.

 

  • Como Enzo queria um carro veloz, foi necessário reduzir ao máximo o peso do veículo, por isso, não foi utilizado vidros no carro. O vidro foi substituído por resina de policarbonato (Lexan). Além disso, não havia rádio, ar-condicionado e nem maçaneta para abrir a janela nos primeiros modelos, que tinham uma janela deslizante para refrescar a cabine.

 

  • Todas essas ações e buscas pela redução de peso deram certo, pois no final, a F40 ficou com 1.110 quilos.

 

  • Ainda na tentativa de reduzir peso, a Ferrari teria utilizado apenas dois litros de tinta para pintar cada modelo.

 

  • O desenvolvimento do carro exigiu pneus novos também, sendo assim, a Pirelli desenvolveu pneus especialmente pra F40, O PZero.

 

  • A F40 foi desenvolvida em apenas 13 meses.

 

  • A cor vermelha é predominante na Ferrari, mas a F40 teve 12 veículos que saíram de fábrica em outras cores, preto e amarelo. A mais famosa seria a preta que foi encomendada pelo presidente do Clube de Futebol, Napoli e, mais tarde, foi vendida para Maradona.

 

História de Enzo Ferrari

Enzo Anselmo Giuseppe Maria Ferrari, que foi responsável por fundar a fabricante de carros mais icônica da história, nasceu em Modena, na Itália, em 18 de fevereiro de 1898, mas só foi registrado dois dias após, pois as condições climáticas não permitiram que seu pai se deslocasse para fazer o seu registro.

Seu pai produzia peças de metais em uma fábrica que tinha em sua própria casa, local que hoje está localizado o Museu Casa Enzo Ferrari, que foi criado para promover a tradição automobilística da região de Modena e criar um museu dedicado a Enzo Ferrari.

Enzo descobriu sua paixão por veículos muito cedo, por volta dos 10 anos acompanhou com seu pai, a vitória de Felice Nazzaro no Circuito di Bologna, o que inspirou a se tornar piloto e, logo após a morte de seu pai e seu irmão, deixou os estudos para trabalhar e foi em busca de emprego na indústria automobilística.


Tentou um emprego na Fiat, mas não teve sucesso e só conseguiu na Alfa Romeo, como piloto de testes, além disso, foi vendedor, mais tarde garantiu um lugar como piloto e conquistou algumas vitórias pela Alfa Romeo, até se tornar chefe da divisão de corrida Alfa Corse.


Em 1929, Enzo fundou a Scuderia Ferrari, como uma preparadora de carros e motos para corrida, realizando trabalhos principalmente pra Alfa Romeo, que decidiu em 1937, recuperar o controle da divisão de corrida, fazendo com que Enzo retornasse a Modena e fundasse a Auto Avio Construzioni.


E em 1943, a sua fábrica foi levada para Maranello, cidade próxima de Modena, onde começou a ser construída a primeira parte do que seria a fábrica da Ferrari, e que se encontra até hoje.


Já em 1947, Enzo funda a Ferrari e, a partir desse momento, a marca aparece oficialmente na carroceria de um carro, o 125 S, sendo a primeira Ferrari da História e, desde então, a marca não parou de crescer e lançar carros cada vez mais inovadores e desejados.


O fundador da Ferrari teve dois filhos, o mais velho, Alfredo "Dino", que faleceu de distrofia muscular em 1956 e o segundo filho, Piero é o atual vice-presidente da Ferrari. Vale lembrar que ao longo de sua carreira, Enzo conquistou inúmeros títulos e condecorações devido aos esforços realizados na indústria automobilística e para o mundo dos esportes.


Em 14 de agosto de 1988, com 90 anos de muito sucesso e realizações, Enzo Ferrari faleceu, apesar disso, deixou um pedido para sua família – que sua morte fosse anunciada dois dias depois de ocorrida, o que foi atendido por sua família e pela Ferrari.

 

Uma história e tanto, não é mesmo? Mas agora que você já conhece a história de Enzo e de uma de suas principais máquinas, a F40, não seria uma má ideia aproveitar e dar uma voltinha em uma Ferrari 360 Modena ou uma Ferrari F430 que estão disponíveis no Salão Super Carros, não é?

Então clica aqui e garanta seu passeio.

quero receber notícias