05/07/2020 voltar

Dodge: mais de 800 cv em novos Challenger e Charger

A linha de “carros musculosos” da Dodge ganha dois novos integrantes: o Challenger SRT Super Stock e o Charger SRT Hellcat Redeye. O Challenger SRT Super Stock, que usa o nome da categoria de carros de provas de arrancada, deriva do SRT Widebody (de carroceria alargada) com alterações para melhor aceleração. Como no Challenger SRT Demon de 2018, o motor Hemi V8 de 6,2 litros com compressor produz 819 cv (10 cv a mais que no SRT Hellcat Redeye) e torque de 97,8 m.kgf.

Com transmissão automática de oito marchas, o Super Stock esquenta os enormes pneus traseiros 315/40-18 para acelerar de 0 a 96 km/h em 3,25 segundos e cruzar o quarto de milha (402 metros) em 10,5 s, a caminho da velocidade máxima limitada a 270 km/h. O pacote da versão inclui diferencial autobloqueante revisto, freios Brembo e amortecedores BIlstein com ajuste eletrônico, que se tornam mais firmes no modo de condução Track. Não poderiam faltar as páginas Performance na central de áudio, que mostram forças g, uso de potência e torque e várias outras informações de desempenho.

Por sua vez, o Dodge Charger SRT Hellcat Redeye combina o motor conhecido do Challenger Redeye à carroceria do sedã de quatro portas. Usa também o Hemi 6,2 com compressor, mas ajustado para 808 cv e 97,8 m.kgf, que se traduzem em 0-96 em cerca de 3,5 segundos, quarto de milha em 10,6 s e máxima de 326 km/h. É o sedã de série mais potente e rápido do mundo, anuncia a marca.

O Charger de olhos vermelhos (Redeye em inglês) vem com carroceria alargada, rodas de 20 pol com pneus 305/35, capô com tomadas de ar e, como no Super Stock, o sistema SRT Power Chiller que desvia o ar-condicionado da cabine para a admissão de ar, a fim de diminuir a temperatura do ar que chega ao compressor. Tudo isso com um interior espaçoso e confortável, dotado de revestimento só em couro ou em couro e camurça sintética, e com controle eletrônico de amortecedores.

Fonte: BestCars Uol

quero receber notícias