10/08/2020 voltar

Muscle Car: a potência dos EUA

Conheça a história dos “muscle cars”, verdadeiras máquinas que unem design agressivo, esportividade e um incrível motor V8.

Quem aí, não é apaixonado pelos “muscle cars” que dê o primeiro ronco no motor. Esse segmento de veículos, é popular em todo o mundo e é de literalmente tirar o fôlego, para quem não conhece, os “muscle cars” são uma categoria de carros com características específicas, que fizeram parte de uma época marcada pelos motores potentes.

Ficou curioso, né? Então fica com a gente, vamos contar mais sobre essa potência que encantou e continua fazendo isso lindamente.



  • História do “muscle car”
O “muscle car” é um componente essencial na história do automobilismo. Esse termo refere-se a uma variedade de veículos que unem potência, tamanho e performance elevada. Assim é comum em suas características possuir tração traseira e carroceria de duas portas.

Essa categoria surgiu nos Estados Unidos, com uma demanda um tanto quanto peculiar. Entre 1920 e 1933, com a Lei Seca no país, muitos fabricantes ilegais de bebidas que eram conhecidos como “moonshiners” e também contrabandistas começaram a modificar seus carros, para que tivessem modelos com capacidade de carga, para que fossem mais rápidos e que tivessem capacidade de superar os veículos policiais. Com o passar dos anos, essa proibição teve fim, mas a fama dos “moonshiners” e seus carros modificados permaneceu.

Em meados de 1940, o negócio de bebidas já não era tão lucrativo como foi anos antes, então os “moonshiners” passaram a usar os carros para corrida, e esses veículos dominaram os circuitos de rua, inspirando, assim, o primeiro modelo oficialmente chamado de “muscle car”, o Oldsmobile Rocket 88. A partir disso, o conceito decolou na indústria automobilística, por volta dos anos 1950.


Oldsmobile Rocket 88 - 1949

O Chrysler Corporation Remi e o Chevrolet V8 foram contribuições significativas para a indústria. Para se ter uma ideia, o motor utilizado no Chevrolet V8, feito em 1955, tornou-se um padrão da GM e foi utilizado durante 50 anos.

Em 1957, a indústria dos “muscle cars” sofreu uma parada, devido a uma decisão por parte da Automobile Manufactures Association, que proibiu as corridas patrocinadas pelas fábricas. Isso aconteceu devido ao acidente de 1955, considerado catastrófico, que ocorreu na corrida conhecida como 24 horas Le Mans, que causou 84 mortes.

Fotografia de época no momento do acidente de Le Mans em 1955.

  • Conheça 3 carros icônicos dessa categoria
  • 1° “muscle car” da América:
Em 1949, foi lançado pela Oldsmobile o primeiro automóvel da categoria, o Rocket 88. O veículo possuía carroceria leve e um motor potente, o V8 de alta compressão com válvula de retenção, além do modelo contar com tamanho comercial.

Esse veículo dominou o circuito de NASCAR em 1950, vencendo oito em cada dez corridas na temporada, aumentando a mania de velocidade. O modelo foi sucesso de vendas, comercializou 6 vezes mais que o previsto.

O 88 teve grande sucesso, inspirando um popular slogan da década de 1950, “Make a Date with a Rocket 88" que signifcava "Tenha um encontro com um Rocket 88", e também uma música, "Rocket 88, de Ike Turner e Jackie Brenston". Com o emblema da tampa do porta-malas do modelo de 1950, a Oldsmobile adotaria o foguete como seu logotipo, e o nome 88 permaneceria na formação da Olds até o final dos anos 90, quase até o final do próprio Oldsmobile.

 Propaganda do Oldsmobile Rocket 88 em 1949, os foguetes eram usados como símbolo do carro por sua impressionante velocidade.

  • Hudson Hornet:
O Hudson Hornet é um automóvel de tamanho normal, produzido pelo Hudson Motor Car. A primeira geração do Hudson Hornets possuía um design funcional, com piso caído e chassi com centro de gravidade mais baixo do que os veículos contemporâneos que ajudaram o carro a lidar nas corridas.

Hudson Hornet, Hudson Motor Car - 1950

Nenhum carro de gama média no mundo, exceto o Hudson Hornet, chegou perto do potencial de desempenho do Oldsmobile Rocket 88.

O modelo é tão icônico que foi homenageado na animação Carros, da Pixar Filmes. No filme, o Hudson Hornet aparece cansado das pistas após ter sofrido um grave acidente que quase o matou. Então, passou a viver em uma pequena cidade, nos Estado Unidos, e fez questão de deixar pendurado na parede, um artigo de jornal sobre seu acidente, para lembrar de nunca mais voltar as pistas de corrida. No filme, essa monótona vida acaba quando surge o Relâmpago McQueen, um carro de corrida que está no auge da sua carreira nas corridas e descobre o passado do Hornet Hudson, fazendo com que ele volte a correr por esporte e integre o grande nome à sua equipe.

Doc Hudson Hornet – Filme “Carros”, da Disney Pixar

  • Pontiac GTO:
O Pontiac GTO é considerado um grande influenciador da era dos “muscle cars”. O modelo V8 produzia 325 CVs brutos, com suspensão, embreagem e freios reforçados, bancos dianteiros individuais, o veículo vendeu cerca de 32.450 unidades em 1964, nas versões coupé e conversível. Um grande fenômeno!

Pontiac GTO - 1964

  • Declínio da categoria:
Em meados de 1970, os carros foram retirados do mercado, devido à mudança das atitudes sociais, às taxas de seguro prejudiciais, à Lei do Ar Limpo e à crise de combustíveis, pois, para muitas pessoas, tudo isso tornou inacessível manter os “muscle cars”. A crise do petróleo, em 1973, resultou em um grande racionamento de combustível, que também contribuiu para o declínio. Foi assim que parte do mercado desse segmento convergiu para carros de luxo pessoais.

Posto nos EUA fechado por falta de combustível

  • Ressurgimento com estilo:
Por volta de 1980, os carros de alta performance começaram a ressurgir nos Estados Unidos, por sua vez, com aumento nos custos de produção e regulamentação mais rígida que asseguravam o controle da poluição e a segurança. Foi introduzido a injeção eletrônica de combustível e transmissão de Overdrive em modelos como o Ford Mustang, Chevrolet Camaro e Pontiac Firebird.

Pontiac Firebird - 1978

Em 2004, o Pontiac GTO foi relançado nos Estados Unidos, um Holden Monaro de terceira geração remodelado e a Chrysler estreou o 300C como um modelo de 2005, mesmo ano que a Ford lançou o novo Mustang com projeções semelhantes ao modelo original de 1965. Já em 2008, a Chrysler reintroduziu o Dodge Challenger com links do modelo de 1970, e se tornou uma grande paixão pelo seu design ousado e poderoso.

Dodge Challenger, Chrysler - 2008

  • Os “muscle cars” australianos:
A Austrália desenvolveu seus próprios “muscle cars”, onde a Ford Austrália, a Holden Dealer Team e a Chrysler Austrália deram o ponta pé inicial. A Ford produziu o primeiro “muscle car” australiano, em 1967: o Ford Falcon GTXR. A Chrysler produziu o R/T Valiant Charger de 1971 a 1973.

Apesar desse cenário, a produção da categoria foi abruptamente travada por pressão governamental. Considera-se que a era australiana de muscle cars terminou com o lançamento da Regra Australiana de Design, referente às emissões no ADR27a, em 1976.

Valiant Charger  R/T, Chrysler – 1971

  • O futuro dos “muscle cars”:
O "muscle" refere-se à potência, torque, força, como preferir, e a chegada da energia elétrica aos veículos está ameaçando o tradicional V8, o famoso motor a combustão. Os motores elétricos produzem essa força de forma instantânea e de maneira linear. Todavia, deve-se lembrar que a energia elétrica é cara e ainda deve-se levar algum tempo para que o sistema de transmissão elétrico e o sistema de transmissão de combustão interna sejam comparáveis em preço.

Apesar de muitos entusiastas do automobilismo não conseguirem imaginar um carro tão potente como os “muscle cars” se tornarem “green”, essa é uma realidade que está acontecendo, sem perder potência, estilo e desta forma, contribuindo também com o meio ambiente.

Muitas montadoras já possuem seus “muscle cars” elétricos, como é o caso da Ford, com o Mustang Lithium, a Chevrolet com o eCOPO Camaro Concept, a Honda com o Honda Accord, a Toyota com o Toyota Camry, entre outros.

Mustang Lithium, Ford

Um V8 faz diferença, não é? Temos alguns carros com toda essa potência esperando por você no Super Carros, compre seu drive aqui.
 


quero receber notícias