10/11/2020 voltar

Ser piloto de F1 exige disciplina de atleta!

Há quem pense que para ser piloto de F1 basta simplesmente sentar-se diante de um volante e dirigir, mas saiba que vai muito além disso...

Por trás do volante de um carro superpotente como os de Fórmula 1, sempre existe um grande piloto, que tem como missão cumprir o número de voltas necessárias no menor tempo possível para vencer uma corrida. Na teoria parece fácil, mas na prática não é bem assim. Um piloto de Fórmula 1 precisa de muita preparação física e técnica para cumprir com excelência essa missão.

Acontece que no início da história da Fórmula 1, até meados de 1980, muitos pilotos não tinham essa preparação e simplesmente faziam algum exercício sem muita regularidade.

Mas essa situação mudou devido a alguns fatores como: os carros contavam com a direção mecânica, que era bem pesada, por sinal; possuíam pneus largos; não tinham encosto para cabeça e outros fatores que exigiam que o piloto fizesse muita força. Por isso, eles começaram a frequentar academias para fortalecer o corpo e, consequentemente, ter melhores resultados com os carros.


fotos do site Ayrton Senna

Ao longo dos anos, percebeu-se que os pilotos precisavam muito mais que apenas frequentar a academia. Eles necessitavam também de outros exercícios para fortalecer um músculo muito utilizado durante a corrida – o coração, além de diversos outros exercícios específicos.

As condições de corrida exigem preparação dos pés à cabeça de um piloto. Por exemplo, já parou pra pensar que durante a corrida a temperatura dentro do carro atinge facilmente os 50°C? Ou ainda que o cockpit (a cabine) em que o piloto fica não é como se estivesse sentado no banco confortável do seu carro? Ou ainda que uma corrida dura em média de 2 horas, ou seja, o piloto fica na mesma posição durante esse tempo, fica exposto à altas temperaturas, além de diversos outros fatores?

Então, sem dúvidas, um piloto deve ter um preparo físico e mental muito bem desenvolvido por suas equipes.


fotos do site Ayrton Senna

Confira alguns dos itens que estão inclusos na preparação de um piloto de F1:

  • Os exercícios aeróbicos contribuem para preparar o coração para o aumento do trabalho exigido devido às altas temperaturas. Os exercícios em câmaras de calor são muito utilizados nesse caso, assim como a corrida e o pedal;

  • Os exercícios neuromusculares aumentam a resistência muscular e contribuem para melhorar a manutenção da postura, já que eles ficam por longos períodos na mesma posição;

  • Exercícios de fortalecimento do pescoço, pois devido à velocidade, a força G (força exercida pela gravidade) pode ser até cinco vezes o peso do piloto, principalmente, em curvas;

  • Trabalho de coordenação motora, que tem como objetivo manter os reflexos e o tempo de reação, que deve ser preciso para evitar acidentes e reações durante a prova. Um equipamento muito utilizado para isso consiste em uma série de placas com luzes que ascendem de forma aleatória. Os pilotos devem tocá-las para apagar imediatamente;

  • Os pilotos de F1 devem manter uma dieta à risca, afinal, isso interfere diretamente na saúde do corpo de cada um, além disso, desde o ano passado, o regulamento da competição determina que os pilotos não devem pesar menos de 80kg;

  • A mente dos pilotos também recebe cuidados e eles desenvolvem técnicas para manterem-se concentrados, calmos, e para que tenham uma boa memória, afinal, é primordial que recordem os detalhes de cada pista;

  • Os simuladores são muito utilizados também. Para se ter uma ideia, Schumacher desenvolveu, junto à Ferrari, um simulador que, além de prospectar diversos circuitos, simula a pressão exercida no pescoço e nos braços durante as curvas.



Além de todos esses treinamentos que são praticados pelos pilotos, existem outros - até mesmo alguns um pouco peculiares, que fazem parte da rotina de cada um, como é o caso de Nico Rosberg, com o malabarismo, do Alexander Wurz, com a escalada, de Juan Pablo Montoya, com os aviões de controle remoto, de Daniel Ricciardo, com o squash, de Gary Paffett, com a musculação para o pescoço, Jensen Button, com o triatlo, ou ainda o caso de Adrian Sutil, que era adepto das aulas de piano.


fotos do site Ayrton Senna

O esforço durante uma corrida é tanto que caso o piloto não tenha uma boa preparação física, pode sofrer até mesmo confusão metal, perda da coordenação motora, desmaios devido à temperatura e diversos outros problemas.

Se você quer se sentir como um piloto de Fórmula 1, sem ter que colocar em prática todos esses preparos, nós, do Super Carros, temos uma excelente notícia!

Você pode pilotar nossos simuladores de corrida com movimentos e estáticos, que possibilitam que você tenha a experiência de vivenciar a performance das máquinas de F1 em circuitos de todo o mundo. Clique aqui e adquira seu ingresso para viver essa experiência inesquecível.

quero receber notícias