09/12/2020 voltar

Termos técnicos do carro: um guia para os proprietários de veículos

Sabe aqueles termos e siglas que você vê por aí e estão associados aos veículos, mas você não sabe bem o que é? Então, chegou a hora de conhecer os principais deles.

O universo automotivo é algo realmente encantador. É um setor que vive em constante mudanças, evoluções e modernização, a fim de sempre proporcionar as melhores tecnologias, garantir segurança, design, conforto e também visando melhorar cada vez mais os componentes mecânicos de cada automóvel.

E devido à constante evolução, é comum que muitas pessoas desconheçam de forma prática como funcionam alguns equipamentos presentes em seus veículos. Assim, essa falta de conhecimento pode colocar você, proprietário, em situações indesejadas na hora de realizar a manutenção do seu carro. Afinal, provavelmente você conhece alguém que já teve problemas de fraudes ao procurar por reparos no carro, não é mesmo?

Mas, para ajudá-lo a não passar por esse tipo de situação, vamos apresentar a seguir alguns termos e siglas mais utilizadas referente aos componentes veiculares para que você fique mais seguro no momento de consultar um profissional. Confira a seguir:



  • 4×4/4WD/AWD
É uma tecnologia presente em apenas alguns veículos, principalmente picapes. Essa tecnologia permite o controle total das 4 rodas, garantindo que a trajetória da direção seja mais precisa. Em outras palavras, esses termos significam que o veículo possui tração nas 4 rodas.

  • ABS
ABS (ou Antilock Brake System) quer dizer Sistema Anti-travamento das rodas. Isso quer dizer que esse sistema atua individualmente nas rodas. Dessa forma, sempre que houver tendência de travamento por excesso de frenagem, permitirá mais estabilidade ao carro e garantirá a parada do automóvel em uma distância menor em relação aos veículos que não contam com esse sistema.

  • Airbag
É uma bolsa inflável que tem como função proteger os passageiros em caso de acidente ou colisões. Após um impacto com determinada intensidade, que é medida por sensores, o airbag infla em segundos, formando um colchão de ar resistente que se coloca entre os ocupantes e as partes rígidas no interior do veículo.



  • Alternador
É um componente elétrico que transforma a energia mecânica em energia elétrica. Esse equipamento é instalado ao lado do motor, sobre suportes e é acionado pelo virabrequim por meio da correia. A geração é feita em corrente alternada e depois é transformada em corrente contínua pelo retificador, ficando disponível para recarga da bateria e consumidores elétricos.

Por isso, é comum que quando a bateria do seu carro apresente problemas, que alguém pergunte se o alternador do seu carro está funcionando corretamente.

  • Amortecedor
Os amortecedores são peças da suspensão de um veículo e são responsáveis por amortecer o impacto e reduzir as oscilações causadas pelas irregularidades do piso. Além disso, reduz o choque e as vibrações da mola, resultando maior conforto e segurança.

  • ASR
É um sistema que evita a derrapagem das rodas motrizes na fase de aceleração, devido a uma série de sensores e uma central eletrônica. Por isso, age no sistema de injeção, controlando o torque do motor e também nos freios das rodas motrizes, permitindo, assim, que o veículo acelere o máximo possível sem que as rodas patinem.

  • BAS
BAS ou Brake Assist System é o sistema de assistência a frenagem. Esse sistema eletrônico interpreta o comportamento do motorista ao pisar no pedal na hora da freada. Ele acelera e reforça a aplicação de pressão no freio quando detecta uma pisada rápida e/ou violenta no pedal, caracterizando uma situação de emergência.

  • Borboleta
É um mecanismo localizado atrás do volante que possibilita a troca de marcha. É como se fosse um atalho para avançar ou reduzir a marcha.

  • Chassi
O chassi é a estrutura, o suporte sobre o qual se monta toda a carroçaria do veículo e é a parte que suporta a carga de um carro.

  • Cilindrada
É o volume gerado por cada pistão em seu movimento de um ponto morto a outro, multiplicado pelo número de cilindros do motor. A cilindrada é indicada em centímetros cúbicos (cm³) ou em litros no qual um litro equivale a 1.000 cm³.

  • Correia dentada
A correia dentada é um componente da transmissão que permite sincronizar os pistões com as válvulas. Possui esse nome pois são planas e dotadas de uma série de dentes que se encaixam nos vãos das engrenagens correspondentes. Esse componente trabalha de forma silenciosa e sem lubrificação, o que as torna ideais para comandar a distribuição.

A correia dentada é um item que possui grande durabilidade. Mas, apesar disso, devem ser substituídas com uma certa periodicidade que pode variar de acordo com cada montadora. Algumas indicam a troca a cada 5 anos ou 50 mil km e outras recomendam trocar a cada 7 anos ou 70 mil km - sempre o que ocorrer primeiro.

  • CV
CV quer dizer Cavalo-Vapor e é uma unidade de medida utilizada para exprimir a potência dos motores. Essa medida pode ser também encontrada junto da sigla HP, cujo valor é um pouco diferente: 0,986 o valor do CV.

Esse nome se deve a uma prática utilizada antigamente, onde cavalos na tração dos moinhos foram substituídos por máquinas a vapor, a fim de levantar certa quantidade de água até atingir determinada altura em um minuto. Foi então que surgiu a pergunta: “Essa máquina tem quantos cavalos de força?”. Desta forma, essa expressão passou a ser utilizada pelo meio automobilístico.



  • ESP
ESP ou Electronic Stability Program (Programa Eletrônico de Estabilidade) é o sistema que permite que o carro mantenha a estabilidade sob controle dosando a potência do motor e a frenagem de cada uma das rodas a várias intensidades a fim de reestabilizar a configuração delas em caso de deslizamento.

  • Flex
O carro Flex indica que o veículo está equipado com um motor de combustão interna a quatro tempos. Dessa forma, possui capacidade de ser reabastecido e funcionar com mais de um tipo de combustível.

  • Overbooster
É um sistema que está presente em alguns veículos e permite oferecer ao carro uma “superpotência” por períodos limitados, sendo indicado para ser ativado em ultrapassagens. O acionamento do overbooster é muito simples: geralmente os veículos possuem um botão no próprio painel, que ao ser acionado, muda no mapa da central de injeção eletrônica.

  • Relé
É um interruptor que, sob a ação de uma força magnética, liga ou desliga componentes elétricos. Geralmente é comum que esse interruptor apresente defeitos e problemas ao longo dos anos de uso do veículo.

  • Recall
É um termo utilizado pelas montadoras para convocar uma série de veículos a retornarem às concessionárias e realizar reparos de forma gratuita. Isso ocorre em razão de algum defeito generalizado em lotes específicos e que podem oferecer riscos à segurança do motorista e dos passageiros.

  • RPM
RPM quer dizer Rotações Por Minuto. Essa rotação representa a quantidade de voltas realizadas pelo virabrequim de um motor a combustão em 1 minuto. A RPM é medida pelo conta-giros, e quanto menor for o número de RPMs, menor será o consumo de combustível do carro.



  • Torque
O torque indica um esforço de torção e é o produto entre uma força e um braço de alavanca, a distância entre o ponto de aplicação da força e o eixo de rotação do corpo. Quanto maior o torque enviado às rodas, maior a força de tração que os pneus transmitem ao solo. Em outras palavras, o torque é a força que atua no sentido de fazer rodar ou girar objetos em torno de um mesmo eixo.

Agora que você já conhece tudo sobre os componentes de um carro, o que acha de experimentá-los na prática?

No salão do Super Carros você pode conferir de perto o torque das supermáquinas, ver no conta-giros o RPM ir lá em cima, e sentir no pedal do acelerador cada CV dos nossos carros. Basta clicar aqui para adquirir o seu ingresso e aproveitar as diversas opções que temos à sua disposição.

Acesse o site aqui!

quero receber notícias